domingo, 3 de agosto de 2008

PINA BAUSCH

Abaixo as palavras!
escritas, faladas, cantadas....
Ó humanidade que endurece o corpo em movimento conhecido
Sensação adormecida
Sentimento anestesia

Máquina formatada e à serviço
o corpo
não é morada
É
é você
sou eu
podemos nós

o mundo que mostro ao mundo
é falado pelo/ com/ de dentro do corpo

silencia agora a boca
e comece a falar

feche os ouvidos para escutar

Um comentário:

Débora disse...

Caramba, sua douda!!!
agora virou escritora pós-modernete...
ah... sou sua fã e qdo crescer quero saber escrever assim!!!
viadinha
bjs